Friday, February 01, 2008

Jukebox 31.01.08

.
.
.
Um disco é sempre um investimento a longo prazo. Dá-me muito mais prazer voltar a ouvir um disco que já não ouvia à muito tempo do que voltar a ver um filme após ter comprado o DVD. Na verdade, aborrece-me ver filmes repetidos. Excepção feita, claro, aos filmes que, de alguma forma, acabam por nos marcar. Mas um disco pode ser alvo de auscultação vezes e vezes sem conta. Se me cansar, volto a colocá-lo na prateleira, com a certeza de que é uma relação não esgotada. Acabarei por voltar a ele. É isso que me agrada nos discos: são relações a longo prazo.

3 comments:

franksy! said...

também eu!!!
tenho grande dificuldade em dar dinheiro por filmes, já os cds... levam-me à ruína! :) mas é uma ruína cheia de alegria e boa música!

menina limão said...

mas as relações a longo prazo com os filmes não dependem do seu visionamento vezes sem conta. podes ter uma relação para toda a vida com um filme sem nunca o veres uma segunda vez. a nossa relação com o cinema é mais silenciosa. a nossa relação com a música é mais dinâmica e 'partilhável'.

(adoro esse álbum dos junior boys)

princess_peach said...

You're so hip it hurts.


It's Peach, bitch!